Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

27 de mai de 2012

PINDAÍBA-D'ÁGUA - ( Xylopia emarginata Mart.)

Xylopia emarginata
NOME CIENTÍFICO: Xylopia emarginata Mart.

NOME POPULAR: Pindaíba-d’água, pindaíba-reta, pindaíba, pindaíba-do-brejo, pindaúba, pindaubuna, embira-preta.

FAMÍLIA: Annonaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil (am matas ciliares).

PORTE: Chega atingir a 20 metros de altura.

FOLHAS: Estreitas, glabras ( sem pelos), de coloração verde brilhante.

Xylopia emarginata - Detalhe das folhas
FLORES: Floresce durante o verão.

FRUTOS: São agrupados e tem o formato de pequenos figos alongados, medem em torno de 2 cm, quando maduros ficam de coloração amarela e abrem de forma espontânea, apresentando o lado interno vermelho e semente de coloração preta, que mede cerca de 0,5 cm. A maturação dos frutos ocorre na primavera /início do verão.

TRONCO: De coloração marrom-acinzentada, chega a medir de 30 a 40 cm de diâmetro.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Aprecia boa quantidade de água.

CLIMA: Quente e úmido.

PODA: Não necessária, mas se desejar, fazer poda de formação, retirando brotações laterais, galhos secos e mal formados.

CULTIVO: Prefere solo organo-argiloso, ou seja, fértil e capaz de reter água.

FERTILIZAÇÃO: Para estimular crescimento e vigor da planta, pode ser aplicado NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Nas margens de rios e lagos, principalmente para recomposição de matas ciliares.

NOTA: Mata ciliar é toda formação vegetal que se desenvolve ao longo dos rios, de grande importância ambiental, pois as raízes das árvores ajudam a fixação dos solos, não ocasionando o assoreamento. Os frutos e sementes, servem de alimentação para a fauna local.

PROPAGAÇÃO: Por sementes. Colher quando os frutos começarem a abrir e as sementes começam a aparecer, a germinação é baixa e ocorre de 30 a 60 dias.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, em Nova Odessa / SP. O link do local está na margem direita deste blog, para entrar basta clicar na figura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário