Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

30 de jun. de 2011

SAMAMBAIA-JAMAICA - ( Phymatosorus scolopendria. )

SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )

Samambaia herbácea rizomatosa.

SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )

SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )
NOME CIENTÍFICO: Phymatosorus scolopendria.

NOME POPULAR
: Samambaia-jamaica.

SINONÍMIA: Polypodium scolopendria, Polypodium thymatodes, Phymatodes scolopendria.

FAMÍLIA: Polypodiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Índia.

PORTE: 30 a 70 cm de altura.

FOLHAS: De coloração verde esmeralda, suas folhas são eretas e rijas.


SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )
 
SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )
SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria ) - Detalhe da folha
LUMINOSIDADE: Meia-sombra, em ambientes internos elas precisam de bastante luz na superfície para estimular novas brotações.

ÁGUA: Necessita de solo sempre úmido, mas não encharcado, regar dia sim dia não, com maior quantidade nos meses quentes e menos nos frios.

CLIMA: Quente e úmido, não gosta de frio intenso e vento forte.

PODA: Somente folhas secas.

CULTIVO: Utilize 2 partes de composto orgânico, uma parte de terra comum e uma de areia, para cada 3 litros dessa mistura coloque 2 colheres (sopa) de farinha de ossos. Adube a cada 6 meses com fertilizante para plantas de interior (use a metade da descrita na embalagem).  

FERTILIZAÇÃO: O adubo a ser usado deve ser rico em Nitrogênio (N), existe a venda adubos solúveis próprios para samambaias.

UTILIZAÇÃO: Bastante ornamental, em ambiente internos e externos em vasos ou canteiros.

PROPAGAÇÃO: Através da divisão de touceiras.

PREÇO: Em Holambra / SP o vaso tamanho PT 24, estava sendo comercializado por  R$ 14,00 (Foto 2).



SAMAMBAIA-JAMAICA -  ( Phymatosorus scolopendria )

29 de jun. de 2011

PINGO-DE-NEVE, GOTA-DE-ORVALHO - ( Evolvulus pusillus )

Herbácea rasteira.
PINGO-DE-NEVE, GOTA-DE-ORVALHO - ( Evolvulus pusillus )
NOME CIENTÍFICO: Evolvulus pusillus.

NOME POPULAR: Pingo-de-neve, gota-de-orvalho.

SINONÍMIA:
Meriana procumbens.

FAMÍLIA: Convolvulaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil.

PORTE: De 5 a 10 cm de altura.

FOLHAS: De formato ovalado, pequenas e glabras (sem pelos).

FLORES: Brancas, pequenas e solitárias, parecem com gotas de orvalho sobre um tapete verde, abrem ao amanhecer, principalmente na primavera e verão.

PINGO-DE-NEVE, GOTA-DE-ORVALHO - ( Evolvulus pusillus ) - Detalhe da flor
LUMINOSIDADE: Sol pleno ou meia-sombra.

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado.

CLIMA: Tropical e subtropical.

CULTIVO: Não é muito exigente quanto ao solo, mas para ter sucesso, prepare o local onde as mudinhas irão ser semeadas, deixando o solo solto, sem torrões, pedras e ervas daninhas, se o solo for argiloso acrescente areia grossa de construção para melhorar drenagem, aplique adubo conforme item a seguir.

FERTILIZAÇÃO: Aplique esterco de gado bem curtido, em torno de 1kg por metro quadrado, acrescente NPK, fórmula 10-10-10, sendo 6 colheres de sopa por metro quadrado, misture bem.

UTILIZAÇÃO: É usada como forração em jardins, para substituir gramados e como planta pendente.

PROPAGAÇÃO
: Através de estacas, depois do inverno.

PREÇO: Em Holambra / SP o saquinho de muda estava sendo comercializado por R$  0,70.

PINGO-DE-NEVE, GOTA-DE-ORVALHO - ( Evolvulus pusillus ) - Mudas comercializadas



28 de jun. de 2011

AJUGA - ( Ajuga reptans )

Herbácea reptante e estolonífera.

Clique para ampliar
Ajuga reptans
NOME CIENTÍFICO: Ajuga reptans.

NOME POPULAR: Ajuga, lígua-de-boi, erva-de-são-lourenço, erva-férrea, erva-de-são-léo, ajugaíba, búgula,  Bugleweed. 


FAMÍLIA: Lamiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Ásia e Europa.

PORTE: 10 a 20 cm de altura.

FOLHAS: Com nervuras bem definidas, lustrosas, de 5 a 10 cm de comprimento,  formam rosetas próximas ao solo ou no caule. A espécie básica tem folhagem verde-escura, mas foram desenvolvidas plantas por cruzamentos, com folhas púrpuras, cor de bronze e mescladas, creme, cor-de-rosa, amarelo, etc.
 
 Clique para ampliar
Detalhe das folhas
FLORES: De valor ornamental secundário, de coloração azul-claras agrupadas, tipo espiga, existe também nas cores brancas, róseas e avermelhadas, despontam na primavera. Atraem borboletas e abelhas.

LUMINOSIDADE: Prefere  meia-sombra, mas a sol pleno floresce com maior intensidade, apesar de suas folhas ficarem de tamanho menores e muitas vezes queimadas.

ÁGUA: Aprecia solo sempre úmido, mas não encharcado.

CLIMA: Prefere clima quente a temperado, tolerante ao frio, mas não calor excessivo.

CULTIVO: O solo deve ter boa drenagem, deixe um espaço de 15 a 30 cm entre mudas.

Nota: Por ser uma planta invasora, colocar separador subterrâneo entra ela e o gramado.

FERTILIZAÇÃO: Na preparação do canteiro, deixar o solo bem solto e sem torrões, aplicar adubo animal, bem curtido, se a terra for argilosa (que retém muita água), misturar areia grossa de construção bem lavada, para melhorar drenagem.

UTILIZAÇÃO: Principalmente como forração, em áreas que não sofram pisoteio, fazem magníficas composições com outras plantas. Em vasos de plantas grandes, ficam bem como forração.

PROPAGAÇÃO: A partir de plantas jovens que brotam da planta mãe, os estolões devem estar com raízes.

PLANTA TÓXICA: Apesar de ser uma planta de uso medicinal, o uso de forma inadequada pode acarretar problemas.

PLANTA MEDICINAL: Com muitas propriedades medicinais é utilizada no tratamento de várias enfermidades.

PREÇO: Em Holambra / Sp o saquinho de muda estava sendo comercializado por R$ 0,70.

Clique para ampliar 
Mudas comercializadas
 

27 de jun. de 2011

DIADEMA , RABO-DE-COTIA - ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )

DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )
NOME CIENTÍFICO: Stifftia chrysantha J.C. Mikan

NOME POPULAR: Rabo-de-cotia, diadema, pompom, flor-da-amizade, esponja, esponja-de-ouro, pincel.

SINONÍMIA: Augusta grandiflora Leandro.

 
FAMÍLIA: Compositae (Asteraceae).

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil.

PORTE: 3 a 5 metros de altura.

 DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )
FOLHAS: Simples, glabras, verdes e brilhantes, de 8-13 cm de comprimento por 3-5cm de largura.
 
DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan ) - Detalhe da folha
FLORES: Floresce praticamente durante o ano inteiro, mas de julho a setembro com maior intensidade. A inflorescência além do pompom tem flores em forma de tubos na tonalidade laranja. É bastante durável e muito visitada por beija flores.


Flor amarela - alaranjada

FRUTOS: Os frutos que são as inflorescências secas, tem sua maturação entre setembro a novembro.

TRONCO: Caule lenhoso, madeira leve e mole de baixa durabilidade, com 15-25 cm de diâmetro.
DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan ) - Detalhe do tronco
LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Manter solo ligeiramente úmido sem encharcar.

CLIMA: Quente e úmido.

CULTIVO: As sementes devem ser cultivadas em substrato organo argiloso bem peneirado, manter sempre úmido. A germinação ocorre de 20 a 30 dias.

FERTILIZAÇÃO: Quando jovem, aplicar NPK 10-10-10, depois para estimular belas floradas passe para 04-14-08, nunca coloque junto ao caule.

UTILIZAÇÃO: Devido suas flores bastantes ornamentais e seu tamanho, fica bem como planta de destaque em qualquer jardim. Suas flores são utilizadas como flor-de-corte e secas.


DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan ) - Detalhe do tronco

PROPAGAÇÃO: Por sementes que devem ser colhidas diretamente da árvore quando iniciarem queda espontânea.


SEEDS Stifftia chrysantha
DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan ) - Detalhe da semente
NOTA: Quando as flores secam, com ação do vento as sementes aladas se soltam da inflorescência e voam para longe, quando começar a ocorrer isso é a hora de fazer a coleta.

 DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )


DIADEMA VERMELHA - ( Stifftia grazielae ) 

Esta fotografei na Fazenda Citra em Limeira / SP


DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )

DIADEMA , RABO-DE-COTIA -  ( Stifftia chrysantha J.C. Mikan )

 

26 de jun. de 2011

GIRASSOL-DE-JARDIM - ( Helianthus annuus )

Herbácea ereta, pilosa e ramificada.

 Clique para ampliar
Helianthus
NOME CIENTÍFICO: Helianthus annuus.

NOME POPULAR: Girassol-de-jardim, girassol-vistoso, girassol, Mirassol.

Nota: O Girassol tem este nome, porque acompanha a trajetória do sol, do nascente até ao poente.

SINONÍMIA: Helianthus laetiflorus, Helianthus lenticularis, Helianthus multiflorus, Helianthus ovatus, Helianthus tubaeformis.
FAMÍLIA: Asteraceae.

CICLO DE VIDA: Perene, cultivada como anual.

ORIGEM: Estados Unidos.

Nota: Existe no mercado muitas cultivares, com tamanhos diferentes da planta, das flores, cores e formatos.

PORTE: Variedade anã de 40 – 50 cm de altura, demais chegando até a  3 metros.

FOLHAS: Ovaladas e lanceoladas e de textura áspera.

 Clique para ampliar
Detalhe da folha
FLORES: Influrescências  de cor amarela, com o centro marrom ou amarelo, mas também tem avermelhado, creme e mesclados.

Clique para ampliar
Detalhe da flor
LUMINOSIDADE: Sol pleno, mas tolera sombra leve.

ÁGUA: Manter o solo sempre úmido, mas não encharcado, não jogue água nas flores e folhas.

CLIMA :Pode ser cultivada em regiões com clima quente a temperado.

CULTIVO: Em solo rico em matéria orgânica e que tenha boa drenagem.

FERTILIZAÇÃO: Aplicar NPK, fórmula 04-14-08, antes da florada, sendo 1 colher de sopa por planta, sempre ao redor do caule, nunca junto a ele.

UTILIZAÇÃO: Em jardins, vasos e flor-de-corte.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, que podem ser semeadas durante qualquer época do ano nas regiões mais quentes, nas de clima um pouco mais frio de setembro a fevereiro.

PREÇO: Em Holambra /SP, o pote tamanho 15 estava sendo comercializado por R$ 5,50 e o tamanho 11 por R$ 2,65.

Clique para ampliar
Muda comercializada

25 de jun. de 2011

PHALAENOPSIS HYBRID

Olá amigos!

Hoje irei colocar somente fotos da Phalaenopsis que fotografei durante  a realização da HORTITEC em Holambra/SP.

Pertencem a um grupo de orquídeas híbridas, originadas do cruzamento de várias espécies do gênero Phalaenopsis que habitam todo sudeste asiático até a Austrália.

São as mais vendidas no mundo.

Clique para ampliar
Phalaenopsis
Clique para ampliar
Phalaenopsis
Clique para ampliar
Phalaenopsis

Clique para ampliar
Phalaenopsis

Clique para ampliar
Phalaenopsis

Clique para ampliar
Phalaenopsis

Clique para ampliar
Phalaenopsis

Clique para ampliar
Phalaenopsis
Clique para ampliar 
Phalaenopsis

Clique para ampliar 
Phalaenopsis

Clique para ampliar 
Phalaenopsis


PRODUTOR: Anthura B. V. - Bleiswijk - Holanda
Representante no Brasil: Karís Trading Plants - Holambra / SP

24 de jun. de 2011

REPOLHO NOZOMI


Novas cultivares são desenvolvidas para atender determinadas exigências dos consumidores, o repolho do tamanho conhecido por todos é muito grande para 2 pessoas, esse é de tamanho pequeno e atende esta necessidade.

Clique para ampliar
Repolho Nozomi
DESCRIÇÃO:   Cultivar do tipo verde de folhas lisas, mercado diferenciado de excelente sabor, muito precoce. 

DIMENSÕES: Cabeças são de tamanho pequeno, diâmetro médio 18-22 cm e altura média 15-18 cm. 

PESOEm média 0,8-1,5 kg.

Clique para ampliar
Repolho Nozomi
 DOENÇAS: Tolerância a podridão negra das crucíferas (Xanthomonas campestris pv.campestris).
 
PRODUÇÃO: Início da Colheita: 80-90 dias 

PRODUTOR: SAKATA SEED SUDAMERICA LTDA - Bragança Paulista. 

Clique para ampliar
Repolho Nozomi
 

23 de jun. de 2011

CRISÂNTEMOS VERDES

Hoje, dia de Corpus Christi aqui no Brasil, vou colocar somente fotos de crisântemos de cor verde que fotografei na HORTITEC - 2011, realizada este mês em Holambra / SP

Tenham todos um ótimo feriado!

Clique para ampliar
Greenlizard  

Clique para ampliar
Green World


Clique para ampliar
Paddy

Clique para ampliar
Gonzalez

Clique para ampliar
Feeling Green Dark

Clique para ampliar   
 
Splash Meadow 


PODUTORES

Dekker  Chrysanten Brasil Agrifloricultura Ltda - Holambra / SP

Brasil flor - Artur Nogueira / SP 

22 de jun. de 2011

FLOR-DE-SÃO-JOÃO - ( Pyrostegia venusta )


Trepadeira volúvel.

FLOR-DE-SÃO-JOÃO - (Pyrostegia venusta)
 NOME CIENTÍFICO: Pyrostegia venusta.

NOME POPULAR
: Flor-de-são-joão, cipó-de-são-joão, cipó-bela-flor, cipó-pé-de-largatixa, cipó-de-largato, cipó-de-fogo, cipó-vermelho, flame flower, golden shower, orange creeper, bignonia de invierno.

 

FLOR-DE-SÃO-JOÃO - (Pyrostegia venusta) - Detalhe da flor
SINONÍMIA: Pyrostegia acuminata, Pyrostegia dichotoma, Pyrostegia ígnea, Pyrostegia intaminata, Pyrostegia pallida, Pyrostegia parvifolia, Pyrostegia reticulata, Tecoma venusta, Bignonia ígnea, Bignonia tecomaeflora, Bignonia venusta.

FAMÍLIA: Bignoniaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: América do Sul - Brasil.

Nota: Ocorre em quase todo território brasileiro, encontrada com facilidade nas margens de estradas, em barrancos e cercas.

PORTE: 2 a 4 metros de comprimento.

FOLHAS: Verdes e brilhantes.


FLOR-DE-SÃO-JOÃO - (Pyrostegia venusta) - Detalhe da folha
FLORES: Bastante ornamentais, formato tubular, de coloração laranja-vivo, numerosas,  brilhantes e tubulares, nascem de  maio a setembro.

Nota: Existe uma variedade com flores de coloração amarela, mas é mais rara.
FLOR-DE-SÃO-JOÃO - (Pyrostegia venusta) - Detalhe da flor
TRONCO: Trepadeira de textura semi-lenhosa.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Aprecia água, mas não solo encharcado, regar 2 vezes por semana.

CLIMA: Prefere clima quente, mas pode ser encontrada praticamente no Brasil inteiro.

CULTIVO: De fácil cultivo, prefere solo areno-argiloso.

FERTILIZAÇÃO:  É uma planta muito rústica, que nasce em solos pobres, principalmente em solos arenosos e pobres, mas se desejar mais vigor em suas floradas coloque um pouco de NPK, fórmula 04-14-08 no outono.

UTILIZAÇÃO: Bastante ornamental, ótima para revestir, colunas, muros, cercas e caramanchões. Utilizada como enfeite nas festas juninas.

PROPAGAÇÃO: Por estaquia da ponta de ramos e sementes.

PLANTA TÓXICA: É uma infestante muito comum em pastagens, causando algum problema se ingerida pelo gado.

PLANTA MEDICINAL: Suas flores e caule são usados na medicina popular.

FLOR-DE-SÃO-JOÃO - (Pyrostegia venusta)