Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

20 de abr. de 2009

Lofantera - (Lophantera Lactescens)


ATENÇÃO 

Essa postagem foi revisada com novas fotos e texto em 24/08/2011:




13 de abr. de 2009

Hemerocallis x hybrida


Foto: Mário Franco

- Nomes Populares: Hemerocale, Hemerocális, , lírio-de-são-josé, lírio-amarelo, lírio-de-um-dia. (apesar do nome, não são lírios verdadeiros),

- Nome Científico: Hemeocallis x hybrida

- Família: Hemerocallidaceae.

- Sinonímia: Hemerocallis flava, Hemerocallis fulva

- Divisão: Angiospermae

- Ciclo de Vida: Planta herbácea, perene com rizoma

- Significado do Nome: Hemeroccallis no grego significa beleza de um dia, isso porque suas flores tem a duração de apenas um dia.

- Origem: Europa, China, Coréia, Sibéria e Japão


Foto: Mário Franco


Propagação: por divisão de touceiras, As folhas devem ser cortadas pela metade durante o plantio.

Flores: Na maioria das espécies desabrocham pela manhã e murcham pela noite, mas algumas espécies florescem pela noite.

Existem mais de 60 mil cultivares registrados.

Culinária: Tanto as flores, folhas jovens e tubérculos de algumas espécies são comestíveis, são conhecidas como agulhas douradas.

Cuidados: O ideal é que elas recebam no mínimo 6 horas de sol direto por dia. As de flores mais escuras preferem sombras parciais nos horários mais quentes do dia. O solo deve ser leve, rico em matéria orgânica e estar sempre ligeiramente úmido.

Manutenção: É uma planta muito cultivada em jardins públicos, pois não dá muita manutenção.

Adubo:Utilizar 5kg de adubo orgânico e 30g de adubo químico por m² durante o inverno.



4 de abr. de 2009

MEDINILA - (Medinilla magnifica)

MEDINILA - (Medinilla magnifica)


Planta arbustiva, semi-lenhosa.

NOME CIENTÍFICO: Medinilla magnifica.

NOME POPULAR: Medinila, uva-rosa.


FAMÍLIA: Malastomataceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Filipinas e Java.

PORTE: De crescimento lento pode atingir 2 metros de altura.

MEDINILA - (Medinilla magnifica)

FOLHAS: Opostas de coloração verde-escuras, brilhantes  e com nervuras bem definidas.
MEDINILA - (Medinilla magnifica) - Detalhe da folha
FLORES: Surgem na primavera e verão, são pendentes, longas e duráveis,  chegam a atingir 30 cm de comprimento, as brácteas e flores rosas em forma de cacho parece um cacho de uvas, daí seu nome popular: “uva-rosa”.

MEDINILA - (Medinilla magnifica) - Detalhe da flor
MEDINILA - (Medinilla magnifica) - Detalhe da flor
LUMINOSIDADE: Meia-sombra

ÁGUA: Manter o substrato sempre úmido, mas nunca encharcado.

CLIMA: Não tolera frio intenso.

PODA: Devido seu crescimento lento, praticamente não necessita de podas.

CULTIVO: Em solo com bastante matéria orgânica. Sugestão de mistura para vasos: 2 partes de composto orgânico, 1 parte de terra comum de jardim e 1 parte de terra vegetal.

FERTILIZAÇÃO: Para se obter floradas espetaculares e folhas viçosas fazer adubo
orgânico na primavera e verão. Aplicar NPK, fórmula 04-14-8 sendo 1 a 3 colheres de sopa (conforme tamanho do vaso ou planta) sempre longe do caule, incorporando levemente ao solo, regar em seguida.

UTILIZAÇÃO: Vai bem em vasos, isolada ou em grupos ou renques.

PROPAGAÇÃO: Por sementes e por estacas de caules vigorosos.

PREÇO: Em Holambra / SP o vaso (pote) PT-30 estava sendo comercializado a R$ 41,00.
MEDINILA - (Medinilla magnifica) - Planta comercializada


Solução de problemas

Folhas amarelas
  • Falta de luminosidade adequada.
  • Falta de regas na quantidade certa.
  • Substrato faltando nutrientes. Fertilize ou faça um replante.
Pétalas caem prematuramente
  • Substrato muito seco.
  • Ela pode não estar recebendo luz suficiente.
  • Umidade é muito baixa.
Folhas e caules flácidos
  • Há necessidade de ser regada mais.
  • A umidade pode ser muito baixa.
Folhas ou pontas ficando de coloração marrom ou preto
  • Se ela estiver ao ar livre, pode ter sido afetada por frio intenso.
  • Os níveis de umidade podem estar muito baixos. Faça névoa na planta diariamente.

 

 FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Holambra / SP.


2 de abr. de 2009

BAILARINA (Globba)


Foto: Mário Franco

Nome Popular: Ela é conhecida como Bailarina,devido o formato de suas flores

Origem: Nativa da Tailândia e Vietinã.


Foto: Mário Franco

Características: Sua flor tem grande durabilidade
É uma planta que pode ser usada em ambientes internos e externos.
Nos ambientes internos com meia-luz e nos externos e terraços com meia-sombra
Mantenha o solo sempre úmido e bem drenado
NUNCA EXPOR A LUZ SOLAR DIRETA

Ela entra em dormência no inverno e brotara na primavera
DURANTE A DORMÊNCIA NÃO IRRIGAR, DEIXE O SOLO SECO

Temperatura: Não gosta muito de frio, a temperatura ideal é sempre acima de 18º

É bastante resistente a pragas e doenças.


Foto: Mário Franco