Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

31 de dez. de 2017

FELIZ 2018

FELIZ 2018
Está chegando a hora

Mais um ano se indo e um novinho em folha chegando. Que este ano que está por vir traga juntamente consigo novas esperanças, novas pessoas, novos sonhos, novos objetivos e que todos nós tenhamos a capacidade de correr atrás e ir em busca do que realmente queremos. Que este ano traga-nos mais pensamentos positivos, e nada de negatividade. Que nos traga mais força, para que possamos enfrentar as dificuldades que ainda estão por vir.

Não espere que as coisas irão mudar simplesmente porque um novo ano está chegando. A mudança vem de você! Seja você a mudança que quer ver, não espere pela mudança dos outros. Quer um ano melhor? Comece mudando por você sem esperar por ninguém, com o tempo todos se darão conta e começarão a mudar também, mesmo que leve tempo.

Tenha coragem de seguir seus sonhos, sem medo de ser feliz, sem medo de arriscar, são os teus sonhos e tem de segui-los, não importa o que digam. Não vá atrás dos ideais dos outros, busque os seus. Não ligue para o que falam ou deixam de falar, a vida é isso e você só tem que aprender a tapar os ouvidos e fazer o que tiver vontade de fazer, sem se arrepender!

Desejo que você deseje mais, sonhe mais, viva mais, arrisque mais, aproveite mais tudo o que tem para aproveitar, pois um dia tudo isso irá acabar, para todos nós.

Feliz Ano Novo! (Texto de autor desconhecido)

28 de dez. de 2017

Como tratar um cajá-manga com resina?

NOME DA DOENÇA: Resinose.

AGENTE CAUSADOR: Fungo (Lasiodiplodia theobromae).

SINTOMAS: Líquido de consistência viscosa expelido pela planta que escorre pela superfície do caule e ramos infectados.

COMO TRATAR: Raspar e retirar com uma lâmina, facão ou canivete as partes infectadas e aplicar pasta fungicida (feita à base de cobre), eliminar os ramos necrosados e muito infectados, repetir a aplicação mensalmente até a cura total da planta.

Nota: Mesmo com a doença a planta pode continuar a produzir frutos e a sobreviver por alguns anos, se tratada na fase inicial à cura é bem simples.

27 de dez. de 2017

TZIU ( Volatinia jacarina )

TZIU ( Volatinia jacarina )

NOME POPULAR: tsiu, tizirro, saltador, papa-arroz, veludinho, bate-estaca, serra-serra, serrador, alfaiate.

NOME CIENTÍFICO: Volatinia jacarina.

Nota: Derivado do latim, “volatinia” é diminutivo de “volatus” que significa “voo”, portanto “pequeno voo”, e “jacarini” do tupi: “que voa para cima e para baixo”, ele tem o hábito de praticar um voo como estivesse saltando para cima e pousando no mesmo local de onde partiu, nesse momento solta seu canto característico:  “ti-ti-tziu”.
TZIU ( Volatinia jacarina )

SUBESPÉCIES: Existe três, a encontrada no Brasil r também na Bolívia, Paraguai, norte da Argentina e sudoeste do Peru é a Volatinia jacarina jacarina.

FAMÍLIA: Thraupidae.

TAMANHO: Mede cerca de 11,5 cm de comprimento.

ALIMENTAÇÃO: Sua alimentação principal são sementes de gramíneas, mas também captura insetos.

PLUMAGEM: O macho tem coloração negra com brilho azul-metálico, e uma pequena mancha branca na parte inferior das asas que pode ser vista quando ela dá o salto (voo). A fêmea tem coloração marrom-oliva na parte superior e amarelo-amarronzado na inferior.

TZIU ( Volatinia jacarina )

NINHO: Em formato de cuia, paredes finas e fundas, feito sobre gramíneas, põe de 1 a 3 ovos de coloração branco-azulados com pontos marrom-avermelhados.

HÁBITOS: Durante período reprodutivo são vistos aos pares, em outras épocas reúnem-se em bandos e durante a época mais fria do ano migram para regiões de clima mais quente.

PREDADORES: Cobras, lagartos e pequenos felinos.

IMAGEM: Fotografei na chácara onde moro em Mogi Mirim – SP

TZIU ( Volatinia jacarina )

INFORMAÇÕES MAIS COMPLETAS:

20 de dez. de 2017

DRACENA ANITA - Dracaena reflexa 'Anita"

É uma nova variedade de Dracaena reflexa

DRACENA ANITA - Dracaena reflexa 'Anita"

NOME CIENTÍFICO Dracaena reflexa ‘Anita’.

NOME POPULAR: dracena Anita.

FAMÍLIA: Asparagaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Planta modificada geneticamente em laboratórios.

PORTE: Até 2 metros de altura.

FOLHAS: São longas, estreitas e curvadas,  de coloração verde escura brilhante, quando a planta é jovem ocupa todo caule, com o passar do tempo às folhas mais antigas começam a cair deixando o tronco nu.
 
DRACENA ANITA - Dracaena reflexa 'Anita"
FLORES: A inflorescência normalmente acontece em plantas mais velhas, é composta por pequenas flores de coloração branca esverdeada que surgem na primavera-verão,

TRONCO: Fino e desfolhado

LUMINOSIDADE: Meia sombra, não suporta luz direta do sol nas horas mais quentes do dia.

ÁGUA: Regar de 1 a 2 vezes por semana, o substrato deve estar quase seco antes de ser regado.

NotaSolo encharcado causa o apodrecimento das raízes.

CLIMA: Aprecia de clima tropical e subtropical que tenha umidade do ar elevada, não gosta de ar salino.

Nota: Quando o tempo estiver muito quente e seco, pulverizar água nas folhas.

PODA: Não necessária.

 CULTIVO: Aprecia solo rico em matéria orgânica, que tenha boa drenagem, tem crescimento lento.

 FERTILIZAÇÃO: Aplicar NPK, fórmula 10-10-10, cerca de 1 a 3 colheres de sopa (conforme tamanho da planta), sempre ao redor do caule, nunca junto a ele, incorpore levemente ao substrato com cuidado para não danificar as raízes, regar em seguida.

UTILIZAÇÃO: Fica muito bonita cultivada de forma isolada ou em pequenos grupos, fazendo composição com outras plantas de menos porte. Também é bastante utilizada em ambientes internos em locais com boa luminosidade.

DRACENA ANITA - Dracaena reflexa 'Anita"

PROPAGAÇÃO
: A multiplicação pode ser feita de forma bem fácil através de estaquia de ramos lenhosos, semi-lenhosos e também ponteiros.

 PLANTA TÓXICA: Apesar de não ser considerada tóxica para os seres humanos, existe relatos de gatos que sofreram problemas após mordiscar a planta.

PRAGAS E DOENÇAS: Pulverizar inseticida própio para plantas se notar o aparecimento de pequenos insetos.

PROBLEMAS E SOLUÇÕES:
Pontas das folhas secas:
* Ocasionada por falta de umidade no ambiente, borrifar água nas folhas nos dias mais quentes.
* Utilização de água tratada (com cloro, flúor e minerais), usar água filtrada ou deixar a água reservada para evaporação do cloro e fazer uso no dia seguinte.
* Procurar deixar a planta protegida de correntes de ar.


PREÇO: Em Holambra / SP, na Garden Center, o vaso (P30) estava sendo vendido por R$ 110,50 - Em 16/12/2017.
 
DRACENA ANITA - Dracaena reflexa 'Anita"

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Holambra / SP.

26 de nov. de 2017

PAU-DE-TUCANO, CINZEIRO - (Vochysia tucanorum Mart.)

Postagem em revisão

NOME CIENTÍFICOVochysia tucanorum Mart.

NOME POPULAR: pau-de-tucano, fruta-de-tucano, cinzeiro, cinzeira, congonha-cachimbo, muriá, barriga-d’água, caixeta, rabo-de-arara, rabo-de-tucano, canela-santa, vinheiro-do-mato, coxa-de-frango, pau-terra, pão-doce, vinhático, pau-de-vinho, amarelinho, gomeira.

Nota: O nome popular pau-de-tucano é em referência ao fruto muito apreciado pelos tucanos e cinzeiro devido coloração do tronco.

SINONÍMIA: Cuçullaria tucanorum Spreng.

FAMÍLIA: Vochysiacea.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil.

PORTE: Chega atingir 12 metros de altura e sua copa 7 metros de diâmetro.

FOLHAS:

FLORES: As inflorescências são compostas de muitas flores de coloração amarelo-dourado apontado para o céu. No Brasil floresce nos meses novembro-março.

FRUTOS: Tipo cápsula deiscente (abrem naturalmente quando maduros), amadurecem no Brasil em agosto-setembro.

TRONCO: Medindo de 30-40 cm de diâmetro, a casca é de coloração cinza, a madeira é leve, macia e de pouca durabilidade quando exposta em áreas externas sem proteção.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado.

CLIMA: Subtropical e tropical.

PODA: Não necessária, fazer apenas poda de formação retirando ramos secos e mal formados e brotações laterais.

CULTIVO:

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio no lugar definitivo, misturar na terra retirada da cova (40 x 40) esterco animal sempre muito bem curtido, cerca de 20 a 30 litros. Após 1 ano aplique ao redor do caule (nunca junto a ele) cerca de 5 colheres de sopa de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Espetacular árvore bastante ornamental, no período de floração chama atenção de todos.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, os frutos devem ser colhidos diretamente da árvore no momento que começarem a ter abertura espontânea, deixar no sol para terminar a liberação das sementes. A emergência ocorre entre 20-60 dias e a taxa de germinação é baixa.

Nota: O desenvolvimento das mudas é bem lento e a muda não gosta de transplante, portando devem ser cultivadas em embalagens maiores, para que possam desenvolver e ser levadas para o local definitivo, depois de 10 a 12 meses.
  
PLANTA MEDICINAL: Tem propriedades medicinais.
  

FOTOS DESTA POSTAGEM: 

16 de nov. de 2017

UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )


NOME CIENTÍFICOEugenia pyriformis Cambess.

NOME POPULAR: uvaia, uvalha, uvaeira, uvalha-do-campo, uaieira, ubaia.

SINONÍMIA: Eugenia uvalha Cambess.  

FAMÍLIA: Myrtaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil (Regiões sul e sudeste).

PORTE: Em média entre 5 a 12 metros de altura.

Nota: Encontrando ambiente favorável em relação a solo, clima e tratos culturais, pode atingir alturas maiores.

FOLHAS: São simples, opostas, glabras (sem pelos), medindo em média 4 a 7 cm de comprimento.
 
UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )

FLORES: Solitárias de coloração branca, no Brasil se formam de agosto a dezembro, conforme região. 

UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )
UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )
FRUTOSDe coloração amarela, contendo de 2 a 3 sementes, tem formas variáveis, podendo ser em forma de pera, redondos, com casca lisa ou bastante rugosa, sua polpa pode ser ácida ou bem doce como o “Doce de Patos”, provável híbrido de Patos – MG. Ficam maduros no Brasil entre setembro a fevereiro.

UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )
UVAIA - ( Eugenia pyriformis Cambess )
TRONCO: Tem tronco ereto ou bifurcado, com 30 a 50 cm de diâmetro, a madeira é moderadamente dura e resistente.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Principalmente enquanto a planta for jovem, manter o solo sempre úmido, mas não encharcado, regar de 2 a 3 vezes por semana, após adulta regar somente se ocorrer estiagem muito prolongada.

CLIMA: Gosta de clima moderado com temperatura entre 18 a 26º C, tolera geadas fracas.

PODA: Não necessária, apenas de formação, retirando ramos secos e mal formados e brotações laterais no tronco se ocorrer.

CULTIVO: Não é exigente em relação ao tipo de solo, mas prosperam bem se tiver matéria orgânica e umidade.

Nota: Conforme variedade começa a frutificar entre 2 a 4 anos.

FERTILIZAÇÃOPor ocasião do plantio, misturar na terra retirada da cova, esterco animal (sempre muito bem curtido) ou composto orgânico. Após 1 ano aplicar em volta do caule (nunca junto a ele), na projeção da copa, o mesmo fertilizante mencionado ou 5 a 10 colheres de NPK 10-10-10 (conforme o tamanho da planta), incorporar com cuidado a terra e regar em seguida.

UTILIZAÇÃO: Seus frutos são consumidos in natura, na forma de sucos, sorvetes, geleias e doces, sendo interessante ter no pomar doméstico.

Nota: Não é encontrado a venda em feiras e supermercados, porque ele oxida, resseca e amassa com muita facilidade, tornando seu aproveitamento bem curto após colhido.


PROPAGAÇÃO: Exclusivamente por sementes, que devem ser feitas diretamente da árvore, ou no solo, quando tem início a queda espontânea, geralmente isso ocorre no Brasil em dezembro a janeiro.

PREÇO: Por ocasião desta postagem (nov. 2017) uma muda com 40 cm de altura estava sendo comercializada por R$ 8,00.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Colaboração dos amigos Vera da Matta Costa e Marco Antonio Mondini.

12 de nov. de 2017

O JARDIM OU O JARDINEIRO?

O que é que se encontra no início? O jardim ou o jardineiro? É o jardineiro. Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde um jardim aparecerá. Mas, havendo um jardim sem jardineiro, mais cedo ou mais tarde ele desaparecerá. O que é um jardineiro? Uma pessoa cujo os sonhos estão cheios de jardins. O que faz um jardim são os sonhos do jardineiro. 
Rubem Alves


4 de nov. de 2017

CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )

Símbolo da Seleção Brasileira de Futebol, conhecida como “Seleção Canarinho”
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )
NOME POPULAR: canário-da-terra-verdadeiro, canário-da-terra, canário-da-horta, canário-da-telha, canário-chapinha, canário-do-campo, coroinha, cabeça-de-fogo, canário-do-chão.
NOME CIENTÍFICO: Sicalis flaveola L.
Nota: Sicalis do grego = pequeno e flaveola do latim = amarelo.
SUBESPÉCIES: São 5 conhecidas, 2 são brasileiras.
 - Sicalis flaveola brasiliensis
- Sicalis flaveola pelzelni
- Sicalis flaveola flaveola.
- Sicalis flaveola valida.
- Sicalis flaveola koenigi.
ORIGEM: América do Sul.
Nota: Também é encontrado em alguns países da América do Sul. Para criação em cativeiro é necessário licença do IBAMA no Brasil
FAMÍLIA: Thraupidae – Diglossinae.
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )
TAMANHO: 13,5 cm.
PESO: Cerca de 20 gramas.
ALIMENTAÇÃO: Sementes de gramíneas e eventualmente pequenos insetos.
NINHOS: Em forma de uma cestinha, procura lugares protegidos, junção de folhas de palmeiras, ninhos abandonados (principalmente do joão-de-barro), buracos de telhas e plantas epífitas.
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )
REPRODUÇÃO: Põe de 4 - 6 ovos que são chocados por 14 a 15 dias.
Nota: Com 1 ano de idade já estão aptos para acasalar, a fêmea pode chocar 4 vezes por ano, podendo totalizar cerca de 20 filhotes / ano. São muito agressivos na defesa do ninho.
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )
PLUMAGEM: De coloração amarelo-olivácea, com estrias escuras nas costas e perto das pernas. O macho tem a cabeça alaranjado brilhante.
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )
CARACTERÍSTICAS: Os filhotes machos com 4 a 6 meses de idade já estão cantando e levam em torno de 18 meses para ter plumagem de coloração amarela dos adultos.
CANÁRIO-DA-TERRA - ( Sicalis flaveola L. )

22 de out. de 2017

palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )

folhas Washingtonia filifera
palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )

NOME CIENTÍFICOWashingtonia filifera.


NOME POPULAR: palmeira-de-saia-da-california, palmeira-da-california, washingtônia-de-saia, palmeira-de-saia.


SINONÍMIA

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Estados Unidos, México.

PORTE: Normalmente chega atingir mais de 15 metros de altura, mas são encontradas em dimensões bem maiores.

FOLHAS: Grandes, em forma de leque, depois de secas não caem, formando uma cobertura em todo tronco. 

Nota: Servem de abrigo para passarinhos e outros insetos

folhas palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )
palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )
FLORES: As inflorescências são compostas de numerosas flores de coloração branco-amareladas.

Flowers palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )
palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )

FRUTOS: Drupas de tamanho pequeno, quando maduros tem a coloração roxa / negro.

TRONCO: Simples, de coloração acinzentada, medindo de 60-80 cm de diâmetro.

LUMINOSIDADE: Sol pleno, tolera meia-sombra.

ÁGUA: Gosta de solo ligeiramente úmido, mas não encharcado, regar 2 vezes por semana, depois de adulta, somente em caso de estiagem muito prolongada.

CLIMA: Prefere clima subtropical quente ou temperado moderado, tolera frio desde que não seja muito intenso.

PODA: Não necessária, mas principalmente em razão de perigo de incêndio, as folhas mais baixas podem ser retiradas.

CULTIVO: Gosta de solo rico em matéria orgânica que tenha boa drenagem

FERTILIZAÇÃO: Principalmente durante seus primeiros anos de vida, aplicar NPK 10-10-10, de 1 a 5 colheres de sopa (conforme tamanho da planta), sempre ao redor do caule, nunca junto a ele, incorporar levemente ao solo ou substrato, com cuidado para não danificar as raízes, regue em seguida.

UTILIZAÇÃO: Fica muito bonita alinhadas em grandes avenidas e jardins, quando jovem pode ser utilizada em vasos em locais com ótima luminosidade.

PROPAGAÇÃO: É feita por sementes que germinam em torno de 30 dias.

PRAGAS E DOENÇAS: Principalmente besouros podem vir a prejudicar e conforme quantidade até matar a planta, devorando seu caule.
 
Washingtonia filifera
palmeira-de-saia-da-califórnia - ( Washingtonia filifera )

IMAGENS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Orto Botânico de Roma / Itália.

21 de out. de 2017

CHOCA-BARRADA, MARIA-COCÁ, GATA-VÉIA - ( Thamnophilus doliatus )

CHOCA-BARRADA, MARIA-COCÁ, GATA-VÉIA - ( Thamnophilus doliatus ) - FEMEA

CHOCA-BARRADA, MARIA-COCÁ, GATA-VÉIA - ( Thamnophilus doliatus ) - MACHO

NOME CIENTÍFICOThamnophilus doliatus.

Significação do nome científico:
thamnos (grego) = arbusto
philos (grego) = que ama, que adora.
Doliatus (latim) = barrado, listrado.

NOME POPULAR: choca-barrada, maria-cocá, chorró-cocá, se-eu-sou-seu-coroné (em Minas Gerais), gata-véia (no interior paulista).

Nota:
- [Zool.]- Choca é o nome popular e genérico de várias aves da Ordem Passeriformes.
- Barrado: coberto e revestido de barro, que tem barras ou listras.

FAMÍLIA: Thamnophilidae.

ORDEM: Passeriformes.

Nota: Possui onze subespécies.

TAMANHO: Mede em média, 16 centímetros.

DISTRIBUIÇÃO: No Brasil, na faixa central do País, desde o Paraná até Roraima e o Amapá.

Nota: Também no México à Bolívia, Norte da Argentina.

ALIMENTAÇÃO: Exclusivamente invertebrados, a caça é feita geralmente na parte central e alta dos arbustos.

REPRODUÇÃO: O ninho, em forma de taça, geralmente é construído em arbustos fechados e nas bordas de mata. Normalmente a postura é de dois ovos, levam um período de duas semanas para nascerem. O casal se reveza na tarefa de alimentar os filhotes. Depois de duas semanas, eles abandonam o ninho.

PLUMAGEM: A plumagem deste pássaro é digna de admiração:

Macho: Sua coloração é negra, barrado em todo o corpo de branco (menos na cabeça) o que lhe confere um dos nomes populares.
 
CHOCA-BARRADA, MARIA-COCÁ, GATA-VÉIA - ( Thamnophilus doliatus ) - MACHO
Femea: A choca-barrada tem cor pardo-ferrugínea quase uniforme, com as partes inferiores levemente mais claras, a face estriada e olhos também claros. Os lados da cabeça são estriados de um pardo-anegrado. As penas na cabeça são levantadas parecendo um topete.
 
CHOCA-BARRADA, MARIA-COCÁ, GATA-VÉIA - ( Thamnophilus doliatus ) - FEMEA
CANTO: Apresenta um canto melodioso de chamada, com uma sequência acelerada e depois descendente.


COMPORTAMENTO: Tem boa adaptação em áreas alteradas, não é arisca sendo uma dos passarinhos que mais se aproxima do ser humano.

IMAGENS: A da fêmea fiz na chácara onde moro em Mogi Mirim / SP, a do macho é da minha amiga Vera da Matta Costa de Campinas / SP.