Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

27 de jun. de 2014

MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica )


MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica )
NOME CIENTÍFICO: Mangifera indica.



NOTA: A intenção deste postagem é apenas dar informações básicas sobre a planta, quem desejar informações mais completas devem procurar sites da EMBRAPA:






NOME POPULAR: manga, mangueira.



Nota: Existe uma variedade grande de espécies como a Espada, Bourbon. Rosa, Extrema, Palmer, Tommy-atkins, Haden, Itamaracá, Coração-de-boi, Ubá, etc.



FAMÍLIA: Anacardiaceae.



CICLO DE VIDA: Perene.



ORIGEM: Ásia.



PORTE: Em média 7 metros as enxertadas e mais de 20 metros as não enxertadas.



FOLHAS: De coloração cobreada quando novas, passando para verde escuro,

 
MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica ) - Folhas novas

MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica ) - Folha página superior
MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica ) - Folha página inferior
NOTA: Possui nervuras secundárias, não ramificadas, que não atingem a margem do limbo, são retas ou pouco encurvadas.

FLORES: Inflorescência na forma de espiga, que surgem na ponta dos ramos, são pequenas de coloração clara, surgem no outono / inverno.

MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica )

MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica ) - Aparecimento dos primeiros frutos

FRUTOS: Com algumas variações de formato, tamanho, sabor, coloração, fibras, conforme espécie, tem poupa suave e sumarenta, rica em vitamina A, B1, B2 e C, pode ser consumida ao natural ou em doces, geléias, sorvetes, refresco, etc.


TRONCO: Lenhoso com muitos galhos, de copa densa e frondosa.

 
MANGA, MANGUEIRA - ( Mangifera indica ) - Detalhe do tronco

LUMINOSIDADE: Sol pleno.



ÁGUA: Manter o solo ligeiramente úmido quando a muda for jovem, regando sem encharcar, depois de adulta somente se acontecer estiagem prolongadas.


CLIMA: Aprecia clima quente e úmido, com estações seca bem definida.



PODA: Apenas retirada de galhos secos ou malformados.



CULTIVO:  Prefere solos profundos, moderadamente férteis e que tenham boa drenagem.



FERTILIZAÇÃO:Por ocasião do plantio, para uma cova de 60 X 60 cm misturar bem na terra retirada cerca de 20 litros de esterco de gado bem curtido e 500 gramas de superfosfato simples. Depois de 1 ano a cada 3 a 4 meses adube na projeção da copa, nunca junto ao caule.



UTILIZAÇÃO: Não pode faltar no pomar doméstico, pois além de ter uma produção de frutos muito boa é também uma bela árvore ornamental com suas belas floradas e frutificação.


PROPAGAÇÃO: Por enxertia, sementes e alporque.



PREÇO: Uma muda enxertada de 60 cm de altura é comercializada em média por R$ 8,00.



Nota: Para quem pretende ter no seu pomar doméstico, vale a pena adquirir uma muda enxertada de viveiro idôneo, pois terá frutos logo depois do primeiro ano.



FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei na chácara onde moro em Mogi Mirim – SP.

PITACO: Carlos Roberto Ferreira Dos Santos ***** (Abordagem histórica): MANGUEIRA- me faz lembrar os primórdios do BRASIL COLONIAL!!! É grande a variedade de mangas, como Espada, Palmer, Rosa, Bourbon, Tommy, Haden e tantas outras!!! Sendo que algumas dessas espécies enfestavam esse pomar tropical chamado Brasil!!! Nessa minha lembrança, MANGA ERA ABUNDANTE nas fazendas e propriedades dos "senhores de engenho" e consumida livremente pelos escravos!!! Ao passo que, as "AMAS DE LEITE" tinham a incumbência de amamentar os bebês dos "senhores" dos próprios seios!!! Já o leite da fazenda não deveria ser consumido pelos escravos, daí a difusão perversa da época de que COMER MANGA E BEBER LEITE, MORRIA!!! Mesmo assim o Brasil sobreviveu!!!

22 de jun. de 2014

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )



Trepadeira herbácea.



NOME CIENTÍFICO: Momordica charantia.


NOME POPULAR: melão-de-são-caetano, erva-de-são-caetano, erva-das-lavadeiras, erva-de-lavadeira, erva-de-são-vicente, fruto-de-cobra, melãozinho, quiabeiro-de-angola, balsamia-longa, fruto-negro, balsam pear (inglês), pomme de merveille (francês), balsamia (espanhol).



Nota: Tem o nome popular de “erva-das-lavadeiras” porque as folhas eram usadas para clarear as roupas.



SINONÍMIA: Momordica chinensis, Momordica elegans, Momordica indica, Momordica operculata, Momordica sinensis, Sicyos fauriei.



FAMÍLIA: Cucurbitaceae.



CICLO DE VIDA: Anual.



ORIGEM: Ásia, a planta foi introduzida no Brasil vinda da África.



PORTE: De 2 a 3 metros de comprimento.



FOLHAS:

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )
FLORES: A planta apresenta flores femininas e masculinas.

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )
FRUTOS: Tem tamanhos diversos, conforme cultivar, eles são comestíveis, mas as sementes não devem ser ingeridas porque é tóxica. Quando maduro adquire coloração laranja, abre e mostra as sementes de cor vermelha intensa.

 
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )
TRONCO: É uma trepadeira sarmentosa (são gravinhas usadas para fixação). São caules modificados.

 
MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )

LUMINOSIDADE: Sol pleno.



ÁGUA: Gosta de solo mantido úmido, mas não encharcado.


CLIMA: Prefere clima quente e úmido, não gosta de frio intenso.



PODA: Para que ocorra uma maior ramificação a ponta do ramo principal pode ser cortado logo que surgirem as primeiras flores.



CULTIVO: Bastante rústica é vista em locais diversos porque suas sementes são disseminadas por aves e animais, está na relação de plantas daninhas no Brasil.



FERTILIZAÇÃO: Não é exigente em relação a fertilização, mas prospera bem em solos ricos em matéria orgânica.



UTILIZAÇÃO: Os frutos são consumidos, quando ainda estão verdes ou começando a amarelar, a textura é parecida como o pepino ou chuchu só que amargo. Fica muito bonito cultivado como planta ornamental em cercas e caramanchões.


PROPAGAÇÃO: Principalmente por sementes, mas também pode ser feita por rizomas.


PLANTA MEDICINAL: As hastes, folhas e arilo (parte carnosa que cobre as sementes) têm diversas indicações medicinais.

PLANTA TÓXICA: As sementes são tóxicas.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei na chácara onde moro em Mogi Mirim / SP.

MELÃO-DE-SÃO-CAETANO, ERVA-DE-LAVADEIRA - ( Momordica charantia )