27 de jan. de 2023

GUZMANIA-CONÍFERA - Guzmania sp

 

Postagem ainda não concluída


BROMÉLIA-CONÍFERA

GUZMÂNIA-CONÍFERA, BROMÉLIA-CONÍFERA

NOME CIENTÍFICOGuzmania sp


Nota: Existem cultivares dessa planta:

- Guzmania ‘Candy Corn’

- Guzmania ’Equator’

- Guzmania ‘Graaf Van Hoorn’

- Guzmania ‘Lollipop’

- Guzmania ‘Torch’


NOME POPULAR: guzmania-conífera, bromélia-conífera.

 

FAMÍLIA: Bromeliaceae.

 

CICLO DE VIDA: Perene.

 

ORIGEM: Equador e Peru.

 

PORTE: Pode atingir cerca de 60 cm de altura.

 

FOLHAS:

 

FLORES: Sua inflorescência, considerada uma das mais bonitas entre a bromélias, ocorre no verão e é bem durável, podemos encontrar diversas tonalidades de cores como: vermelho, rosa, vinho, roxo, verde, amarelo e branco.

 

Onde vende a guzmânia-conífera?

Nota: Após florir a planta mãe encerra seu ciclo de vida e começa a morrer gradativamente, mas ao redor dela irão surgir muitos filhotes, que poderão ser replantados. 

 

LUMINOSIDADE: Meia-sombra, não tolera luz solar direta, principalmente nas horas mais quente do dia, mas para um bom desenvolvimento manter em local com bastante luminosidade.

 

ÁGUA: O substrato deve ser mantido ligeiramente úmido, mas não encharcado.

 

Nota: Nos dias mais quentes borrife água em suas folhas, de preferência logo pela manhã.

 

CLIMA: Prefere clima quente e úmido.

 

PODA: Não há necessidade, mas pode ser cortada as folhas secas, não devem ser arrancadas.

 

CULTIVO:

 

Bromélia com flor que parece uma tocha

Nota: É uma planta epífita (epi = em cima; fito = planta) são aquelas que vivem sobre outras plantas, sem que ocorra parasitismo. A outra planta é usada apenas como suporte, portanto não causa nenhum prejuízo à espécie.

 

FERTILIZAÇÃO: Use de preferência o produto líquido que deve ser diluído na água, aplicado no substrato ou folhas, seguir as recomendações do fabricante, pode ser o NPK 04-14-08.

 

UTILIZAÇÃO: Devido a durabilidade e o colorido de suas flores é muito utilizada para decoração de ambientes internos

 

PROPAGAÇÃO: Principalmente por filhotes que irão nascer ao lado da planta mãe.

 
PREÇO: Estava sendo vendido no CEAFLOR localizado na entrada de Holambra/SP, o pote (vaso) PT15, por R$ 27,00 ( jan/2023 ).


PRODUTOR: Flora Yamato - CEAFLOR box D-145, D-146

Mileine (11) 94442-3530


 



20 de jan. de 2023

SETE-LÉGUAS - Podranea ricasoliana

 SETE-LÉGUAS - Podranea ricasoliana

Trepadeira semilenhosa, volúvel e vigorosa.

Podranea ricasoliana - sete -léguas


NOME CIENTÍFICOPodranea ricasoliana,

 
NOME POPULAR: sete-léguas.

 

FAMÍLIA: Bignoniaceae.

 

CICLO DE VIDA: Perene.

 

ORIGEM: África.


PORTE: Os ramos chegam atingir cerca de 10 metros de comprimento a partir do tronco.

 

FOLHAS: De coloração verde escuro brilhante, são compostas, formadas por pares de  folíolos e um isolado de tamanho maior no ápice, medem em torno de 7 cm, com formato elíptico pontiagudo 

 

LEAF Podranea ricasoliana

FLORES: Se formam em bastante quantidade agrupadas nos ramos, no verão e outono, até o início do inverno, tem formato de sino, com 5 lobos arredondados, sua coloração é um róseo com a parte interna estriada com tonalidade róseo avermelhado e miolo esbranquiçado.

 

Flower  Podranea ricasoliana

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

 

ÁGUA: Manter o solo ligeiramente úmido, mas nunca encharcado.

 

CLIMA: Tropical e Subtropical. Não tolera frio intenso.

 

PODA: Pode ser realizada no final do inverno.

 

CULTIVO: Bastante rústica, aprecia solo argiloso, acrescido de matéria orgânica.

 

Trepadeira com flores cor-de-rosa

FERTILIZAÇÃO: Aplicar ao redor do caule, nunca junto a ele, NPK 04-14-08, de 3 a 5 colheres de sopa (conforme o tamanho da planta), incorporar levemente ao solo tendo cuidado para não danificar as raízes mais superficiais, regue em seguida.

 

UTILIZAÇÃO: Bastante utilizada em caramanchões, alambrados, cercas e muros.

 

PROPAGAÇÃO: Sementes ou estaquia preparadas no inverno.

 
PREÇO: Na Garden Pronta Flora em Holambra estava sendo comercializada por R$ 27,80 (jan/2023).


onde encontrar mudas de trepadeira sete-léguas?


Qual o valor da trepadeira sete-léguas?


18 de jan. de 2023

LEIA-VERDE - Leea guineenses

Leea guineenses - leia-verde


LEIA-VERDE - Leea guineenses

Arbusto semi-herbáceo, entouceirado de folhagem ornamental.


NOME CIENTÍFICOLeea guineenses.



NOME POPULAR: leia, leia-verde.



FAMÍLIA: Vitaceae.

 

CICLO DE VIDA: Perene.

 

ORIGEM: Taiwan, do lesta da Índia, Indochina e Madagascar.

 

PORTE:  Chega atingir até 5 metros de altura.



FOLHAS: Bastante ornamental, são compostas, divididas em folíolos verde-brilhantes, alongados com margens onduladas.

 

Folhas Leea guineenses

FLORES: Inflorescências com flores brancas, antes de abrirem se parecem com frutinhos de coloração vermelha, geralmente ficam escondidos entre as folhagens, formadas na primavera-verão.

 

Planta com flores que parecem frutinhos vermelhos

LUMINOSIDADE: Pode ser cultivada a pleno sol ou meia-sombra.

 

ÁGUA: Se estiver em vaso mantenha sempre úmido, sem secar nem encharcar.


CLIMA: Gosta de clima quente e é sensível a geadas.

 

PODA: Não suporta podas radicais, mais pode ser realizada podas leves.

 

UTILIZAÇÃO:  Fica bem em vasos, de forma isolada ou em conjuntos, renques ao longo de paredes, muros e cercas.

 

Como cuidar da leia-verde?

PROPAGAÇÃO: Por meio de sementes, por divisão de touceiras, retiradas após florescimento e por estacas.


IMAGENS DESSA POSTAGENS: Foram feitas na CEAFLOR, localizada na entrada da cidade de Holambra / SP

17 de jan. de 2023

JURUBEBA - Solanum paniculatum

JURUBEBA - Solanum paniculatum

NOME CIENTÍFICO: Solanum paniculatum.

NOME POPULAR: Jurubeba, juribeba, jurubeba, juribebe, juripeba, jubeba, jupeba, jurubeba-verdadeira, jurubeba-branca, jurubebinha, jurupeba, jurumbeba, juvena, juuna, giurubeba.

FAMÍLIA: Solanaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil - Regiões norte e nordeste.

PORTE: Até 3 metros de altura.

FOLHAS: Ovaladas, podem ser encontradas em plantas adultas, folhas mais ou menos recortadas.

folhas da jurubeba

FLORES: Inflorescência, racemos com flores de coloração amarela, lilás ou brancas.

Flores da jurubeba

FRUTOS: Baga pequena, arredondada, de coloração amarela quando madura, sabor amargo, dá em cachos presas a um pedúnculo.

Frutos da Jurubeba

TRONCO: Caule e ramos espinhosos.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Aprecia solo ligeiramente úmido, não gosta de terreno encharcado.

CLIMA: Gosta de clima quente, mas pode ser cultivada em clima um pouco mais ameno.

PODANão necessária, realizar poda de condução, com a retirada de ramos secos e mal formados.

CULTIVO: Bastante rústica de fácil cultivo, não é exigente em relação ao tipo de solo, chega produzir em 1 ano.

FERTILIZAÇÃO: Não é exigente.

UTILIZAÇÃO: Na culinária, e como planta medicinal.

PROPAGAÇÃO: Por sementes e rizomas.

PLANTA MEDICINAL: Suas raízes, folhas, flores e frutos são utilizados no tratamento de diversas doenças.

PLANTA TÓXICA: Como qualquer planta medicinal deve ser utilizada na dosagem correta, para que o esperado não seja contrário ao desejado.

16 de jan. de 2023

AVENCA-ROXA - Oxalis hedysaroides “Rubra”

 AVENCA-ROXA -  Oxalis hedysaroides “Rubra”

avenca-roxa, avenca-rubra, azedinha


NOME CIENTÍFICO: Oxalis hedysaroides “Rubra”.

 

NOME POPULAR: avenca-roxa, avenca-rubra, azedinha.

 

Nota: Também é conhecida como fire fern (samambaia de fogo) devido a coloração avermelhada de suas flores, mas não é uma samambaia verdadeira.

  

FAMÍLIA: Oxalidaceae.

Nota 1: Ela é parente do trevo-roxo, cujo nome científico é Oxalis triangularis atropurpurea.

Nota 2: As avencas verdadeiras pertencem a família botânica Pteridaceae, que não é o caso dessa planta.

 

CICLO DE VIDA: Perene.

 

ORIGEM: América: Colômbia, Venezuela e Equador.

 

PORTE: Até 30 cm de altura, em relação aos trevos em geral, seu porte é mais elevado.

 

FOLHAS: Pequenas e formadas por três folíolos de coloração púrpura, marrom/arroxeada. Elas se movem durante o dia a procura da luminosidade, a noite se fecham.


leaf Oxalis hedysaroides “Rubra”

Leaf of avenca-roxa, avenca-rubra, azedinha.


FLORES: São de coloração amarelo-ouro, composta de 5 pétalas dispostas de forma estreladas, despontam o ano inteiro mas principalmente na primavera e verão.


Nota: Quanto mais iluminado for o ambiente, mais flores irão ocorrer.


LUMINOSIDADE: Meia sombra.

Nota: Para que tenha essa maravilhosa tonalidade, é necessário que recebam bastante luminosidade, inclusive um pouco de sol no início da manhã, mas nas horas mais quente do dia devem ser protegida da luz solar direta.

 

ÁGUA: Manter o substrato úmido, mas não encharcado, regar duas vezes por semana.

Nota: Durante os meses de inverno a planta entra em dormência, quando deve ser reduzido a frequência de regas


CLIMA: Prefere clima ameno e temperatura constante, por essa razão desenvolvem de forma boa em ambientes internos.

 

CULTIVO: Gosta de substrato em solo composto de partes iguais de terra vegetal e composto orgânico, mas podem ser utilizados outros componentes desde que sejam ricos em matéria orgânica,  bem aerado e tenham boa drenagem.                                                                                                                                                                                                                     

PLANTA TÓXICA: Todas partes da planta são tóxicas.

Nota: Eventuais mordiscadas, por parte de animais e crianças, não irá resultar em problemas mais graves, a menos que a quantidade ingerida seja grande.    

FERTILIZAÇÃO: Não necessita de adubação muito grande. No final do inverno quando está terminando a dormência fazer uma aplicação de NPK, fórmula 04-14-08, 6 colheres de sopa por metro quadrado. Aplicar ao redor do caule, nunca junto a ele.

 

UTILIZAÇÃO: Fica bonito em vasos e jardineiras suspensas, frestas de muro, parapeitos de janela e forração, desde que não tenha pisoteio.

 

PROPAGAÇÃO: Preferencialmente devem ser feitas no inicio da primavera através de estacas obtidas nas podas de manutenção.


PODA: Feitas de forma periódica podem ajudar a controlar o tamanho da planta, bem como estimular o adensamento de sua folhagem.


PANC: São consideradas plantas alimentícias não convencionais, seu sabor ácido dá um toque especial a saladas, mas o ácido oxalático se ingerido em grandes quantidades podem causar intoxicação.

 

PREÇO: Na Garden Pronta Flora em Holambra / SP a cesta (CA 22,20), estava sendo comercializada por R$ 22,20 (Jan/22).

Onde vende Oxalis hedysaroides “Rubra”


 

11 de jan. de 2023

MANDEVILLA-LEMON

 MANDEVILLA-LEMON

LANÇAMENTO EXPOFLORA 2022


NOME CIENTÍFICOMandevilla splendens.

 

Nota: Foram realizados melhoramentos genéticos nessa planta.

 
NOME POPULAR: mandevilla-lemon.


FAMÍLIA: Apocynaceae.

 

CICLO DE VIDA: Perene.

 

ORIGEM: América do Sul.

 

PORTE: Cerca de 50 cm de altura.

 

FOLHAS: Perenes, nervuras bem definidas, coloração verde claro e formato pontudo.

 

FLORES: Com flores amarela-esverdeadas, miolo alaranjado é uma cor nova no mercado de flores. Produz flores de formato tubular, durante o ano todo, sendo que durante os meses mais frios em menor quantidade.

 

Nota: Para que ocorram flores é necessário cultivar essa planta a sol pleno.

 

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

 

ÁGUA: Gosta de solo ligeiramente úmidi, mas nunca encharcado, irrigar de forma moderada.

 

CLIMA: Aprecia clima quente e úmido e não tolera geadas intensas.

 

PODA: Pode ser feita, de preferência nos meses mais frios do ano.

 

CULTIVO: É de fácil cultivo, use solo drenável, rico em matéria orgânica.

 

Atenção: A seiva leitosa é tóxica, podendo provocar irritações na pele.

 

FERTILIZAÇÃO: Para se conseguir floradas espetaculares, nos meses mais quentes, fazer adubação mensal rica em fósforo. Use NPK 04-14-08, sempre ao redor do caule, nunca junto ele.

 

UTILIZAÇÃO: Fica bem em treliças e pergolados. Também pode ser cultivada em vasos grandes, deve se colocar um suporte para ela ir se enrolando e podar para controlar seu crescimento.

 

Nota: pode ser conduzida para formar um arbusto.

 

PROPAGAÇÃO: Por sementes e estaquia dos galhos semi-lenhosos.

 

PRODUTOR NO BRASIL: Terra Viva, sendo comercializada através do  Veiling Cooperativa de Holambra / SP.

IMAGENS: Fiz durante a realização da EXPOFLORA / 2022, realizada em Holambra/SP.