Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

29 de jan. de 2013

SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana )



Trepadeira semi-lenhosa, muito vigorosa.


SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana )

NOME CIENTÍFICO: Podranea ricasoliana.


NOME POPULAR: Sete-léguas.


SINONÍMIA: Tecoma ricasoliana.



FAMÍLIA: Bignoniaceae.



CICLO DE VIDA: Perene.



ORIGEM: Oceania, Austrália e Arquipélago Malaio.



PORTE: Chega atingir até 12 metros.



FOLHAS: Compostas, de coloração verde médio e brilhante.


SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana ) - Detalhe da folha composta, página (face) superior
SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana ) - Detalhe da folha composta, página (face) inferior
SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana ) - Detalhe de um folíolo
 FLORES: Suas inflorescências despontam nas extremidades dos ramos, formadas por flores grandes no formato de uma trombeta, de coloração rosa com estrias avermelhadas, são perfumadas. Apesar de ocorrerem durante o ano inteiro é na primavera e verão que a quantidade é maior.


SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana ) - Detalhe das inflorescências
 FRUTOS: São cápsulas de formato longo e achatado.



TRONCO: São de textura semi-lenhosa, tem ramos longos e ramificados.


SETE-LÉGUAS - ( Podranea ricasoliana ) - Detalhe do caule

LUMINOSIDADE: Sol pleno.



ÁGUA: Aprecia solo úmido, mas não encharcado, não descuidar da rega quando a planta for jovem, depois de adulta tolera um pouco mais estiagens não prolongadas.


CLIMA: Quente e úmido, apreciam principalmente o ameno, são tolerantes um pouco a geadas, neste caso perderão suas folhas que irão rebrotar depois.



PODA: Para estimular novas brotações e obter maravilhosas floradas, além de controlar seu crescimento deve ser feita a poda no inverno.



CULTIVO: É bastante rústica, tem crescimento rápido. Se faz necessário inicialmente fazer tutoramento e amarrio.



FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, para uma cova de 40 x 40 misture bem na terra cerca de 20 a 30 litros de esterco animal bem curtido, ou 10 colheres de sopa de NPK, fórmula 04-14-08.



UTILIZAÇÃO: Fica maravilhosa em caramanchões, pérgolas, muros e pórticos que devem ser robustos, por ser uma planta bastante vigorosa.


PROPAGAÇÃO: Por estaquia, mergulhia e menos comum por sementes.



FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Monte Sião / MG.

27 de jan. de 2013

PLEOMELE - ( Dracaena reflexa )



Arbusto semi-lenhoso

PLEOMELE - ( Dracaena reflexa )

NOME CIENTÍFICO: Pleomele reflexa.


NOME POPULAR: Pleomele, dracena-malaia, pau-d’água.


SINONÍMIA: Dracaena reflexa



FAMÍLIA: Liliaceae.



CICLO DE VIDA: Perene.



ORIGEM: África, Ilhas Mascarenhas, Madagascar.



PORTE: Até 3,5 metros de altura.



FOLHAS: A espécie-tipo possui folhas de coloração verde-escuras, de formato alongado, dispostas em forma de  roseta.  


PLEOMELE - ( Dracaena reflexa ) - Variegata
Nota: A “Variegata”, mais ornamental. possui folhas com duas faixas de coloração creme amareladas nas laterais e a do centro de coloração verde. Ela deve ser cultivada a meia-sombra.



FLORES: Inflorescências terminais espigadas, composta de pequenas flores de coloração branca, de importância ornamental secundária.



FRUTOS: Sem importância ornamental.



TRONCO: De textura semi-lenhosa, com muitos ramos que ficam arqueados.



LUMINOSIDADE: Meia-sombra, sol pleno.



ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado, regar 2 vezes por semana. Cultivada no solo, depois de adulta, tolera estiagens curtas.


CLIMA: Quente e úmido. Aceita clima subtropical, mas não tolera frio intenso.



PODA: Não necessária, mas se desejar pode ser realizada, que irão surgir novas brotações.



CULTIVO: De crescimento lento, aprecia solo rico em matéria orgânica. Sugestão de mistura para vasos: 1 parte de terra comum de jardim, 2 partes de composto orgânico e 1 parte de terra vegetal. Não se dá muito bem em regiões litorâneas devido à salinidade.



 FERTILIZAÇÃO: Aplique NPK, fórmula 10-10-10, cerca de 1 colher de sopa para vasos de tamanho pequeno a 3 para grandes e se estiver no solo. Coloque ao redor co caule, nunca junto a ele.



UTILIZAÇÃO: Fica maravilhosa de forma isolada ou em pequenos grupos em jardins. Devido seu crescimento lento é bastante usada em vasos mantidos em local com boa iluminação. Também é utilizada em cercas viva.



PROPAGAÇÃO: É feita de forma bastante fácil através de estacas, de preferência as do ponteiro.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Monte Sião/MG. 

NOVAS FOTOS: 
PLEOMELE - ( Dracaena reflexa )
PLEOMELE - ( Dracaena reflexa )

22 de jan. de 2013

GERÂNIO - (Pelargonium)





Existe muitas variedades de Gerânios, eis algumas:


Gerânio, gerânio-ferradura : (Pelargonium hortorum).


Gerânio-amor-perfeito, gerânio-lady-washington, gerânio-de-exibição, gerânio-show : (Pelargonium domesticum).


Gerânio-pendente, gerânio-pelargônio-pendente, pelargônio, gerânio-hera  : (Pelargonium peltatum).


Gerânio-silvestre, gerânio-manchado, raiz-de-alumen : (Geranium maculatum).


Gerânio-de-raiz-grande : (Geranium macrorrhizum).


Obs: Também existem muitos desenvolvidos a partir de cruzamento de espécies.





POSTAGENS NO BLOG:

Para ver, clique no link:


GERÂNIO - ( Pelargonium x hortorum )