26 de nov. de 2017

PAU-DE-TUCANO, CINZEIRO - (Vochysia tucanorum Mart.)




NOME CIENTÍFICOVochysia tucanorum Mart.

NOME POPULAR: pau-de-tucano, fruta-de-tucano, cinzeiro, cinzeira, congonha-cachimbo, muriá, barriga-d’água, caixeta, rabo-de-arara, rabo-de-tucano, canela-santa, vinheiro-do-mato, coxa-de-frango, pau-terra, pão-doce, vinhático, pau-de-vinho, amarelinho, gomeira.

Nota: O nome popular pau-de-tucano é em referência ao fruto muito apreciado pelos tucanos e cinzeiro devido coloração do tronco.

SINONÍMIA: Cuçullaria tucanorum Spreng.

FAMÍLIA: Vochysiacea.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil.

PORTE: Chega atingir 12 metros de altura e sua copa 7 metros de diâmetro.

FOLHAS: Folhas simples, verticiladas (brotam em número de 3 a 4 junto ao nó), glabras (sem pelos), subcoriácea (próxima textura do couro), ligeiramente revoluta (margem virada), mede de 7 - 12 cm  por 3,5 - 6,0 cm

FLORES: As inflorescências são compostas de muitas flores de coloração amarelo-dourado apontado para o céu. No Brasil floresce nos meses novembro-março.

FRUTOS: Tipo cápsula deiscente (abrem naturalmente quando maduros), no Brasil amadurecem em agosto-setembro.

TRONCO: Medindo de 30-40 cm de diâmetro, a casca é de coloração cinza, a madeira é leve, macia e de pouca durabilidade quando exposta em áreas externas sem proteção.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado.

CLIMA: Subtropical e tropical.

PODA: Não necessária, fazer apenas poda de formação retirando ramos secos e mal formados e brotações laterais.

CULTIVO: Aprecia solo argilo-arenoso, rico em matéria orgânica.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio no lugar definitivo, misturar na terra retirada da cova (40 x 40) esterco animal sempre muito bem curtido, cerca de 20 a 30 litros. Após 1 ano aplique ao redor do caule (nunca junto a ele) cerca de 5 colheres de sopa de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Espetacular árvore bastante ornamental, no período de floração chama atenção de todos.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, os frutos devem ser colhidos diretamente da árvore no momento que começarem a ter abertura espontânea, deixar no sol para terminar a liberação das sementes. A emergência ocorre entre 20-60 dias e a taxa de germinação é baixa.

Nota: O desenvolvimento das mudas é bem lento e a muda não gosta de transplante, portando devem ser cultivadas em embalagens maiores, para que possam desenvolver e ser levadas para o local definitivo, depois de 10 a 12 meses.
  
PLANTA MEDICINAL: Tem propriedades medicinais.
  

FOTOS DESTA POSTAGEM: Miltin Figueiredo.






2 comentários:

  1. É uma planta nativa muito linda. Muito difícil germinar as sementes.
    Felizmente conseguimos fazer um lote delas, estamos com belas mudas aqui no www.ciprest.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá amigo Edilson Giacon Bom Dia!
    Parabéns.
    Sucesso na venda.
    Um abração!

    ResponderExcluir