Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

27 de abr de 2012

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia )


PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia )
NOME CIENTÍFICO: Roystonea regia.

Nota: É a "árvore" nacional de Cuba.

NOME POPULAR: Palmeira-imperial-de-cuba, cuban-royal-palm, florida-royal-palm.

Nota: Ela é muitas vezes confundida com a conhecida palmeira-imperial (Roystonea oleracea) ou a palmeira-imperial-de-porto-rico (Roystonea borinquena).

SINONÍMIA: Roystonea elata.

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Cuba, Panamá.

PORTE: Chega atingir em torno de 30 metros de altura.

FOLHAS: Folhas pinadas, arqueadas, formando 2 fileiras, com até 4metros de comprimento, são vistas de 15 a 18 de forma contemporâneas.

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia ) - Detalhe das folhas e do palmito
 FLORES: As inflorescências são unissexuais, grandes, de coloração branca/amarelada, com anteras rosadas, despontam abaixo do palmito.

FRUTOS: De coloração verde quando imaturos, passando para vermelho a púrpuro-negro quando maduros, medem em torno de 1 cm.

Nota: Os frutos são comidos por aves e morcegos, que ajudam a dispersar as sementes.

TRONCO: De coloração esbranquiçada, Bastante espesso, chegando a medir até 60 cm de diâmetro, com dilatações irregulares e abaixo de suas folhas recurvadas uma grande área verde clara (palmito).

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia ) - Detalhe do tronco
LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado. Principalmente quando jovem regar de forma moderada, 2 vezes por semana.

CLIMA: Aprecia clima quente e úmido.

PODA: Não necessária. Quando ainda é possível alcançar, folhas secas podem ser cortadas por efeitos estéticos.

CULTIVO: Se a muda adquirida, esteve sempre na sombra ou protegida por sombrite, antes de plantar no local definitivo, deixe parte do dia no sol e parte na sombra, para que possa se aclimatar. Ao plantar cuidado para não quebrar o torrão. Nos primeiros anos terá um crescimento um pouco mais lento.

FERTILIZAÇÃO: Para uma cova de 40 x 40 cm misture bem na terra retirada cerca de 10 colheres de sopa de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Fica realmente espetacular em grandes espaços de forma isolada  ou em fileiras.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, a germinação ocorre em torno de 2 meses.

PLANTA MEDICINAL: Suas raízes têm propriedades medicinais sendo utilizadas como diurético e no tratamento de diabetes.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, em Nova Odessa / SP, onde ela pode ser apreciada em detalhes, endereço nesta página do lado direito (É só clicar).

5 comentários:

  1. Olá, gostaria de planta-la próximo a um muro. Qual a distância mínima recomendada?
    Obrigado e parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Boa Tarde.
      Apesar de suas raízes serem do tipo cabeleira, não agressivas, ela chega atingir 30 metros de altura e o tronco cerca de 60 cm, portanto, não deve ser plantada a menos de 1,5metros.
      Um abração!

      Excluir
  2. Olá, eu cortei algumas raízes da minha palmeira que estavam por cima da terra (por motivos estéticos) e acho que fiz besteira porque agora ela começou a muchar. Será que a condenei? ou teria uma dica milagrosa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francis, Boa Noite.
      Ela tem raiz tipo cabeleira, não tem uma principal, todas são semelhantes.
      Não tem o que fazer senão aguardar uma reação da planta, continue a cuidar normalmente, sem exageros.
      Conforme dano, ela pode começar a reagir ou não.
      Mande retorno no futuro, assim todos aprendem.
      Boa Sorte.
      Um abração!


      Excluir
  3. Quando florescem, podemos cortar os tendões antes de abrir? Uma vez que não tenho interesse em reproduzi-la.

    ResponderExcluir