Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

13 de fev. de 2019

CODONANTE - ( Codonanthe gracilis )


Semi-herbácea
Imagem: Incactia

NOME CIENTÍFICO:  Codonanthe gracilis.

NOME POPULAR: codonante.


FAMÍLIA: Gesneriaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil - Região da Mata Atlântica.

PORTE: Seus ramos pendentes podem atingir mais de 1 metro de comprimento.

FOLHAS: De formato lanceolada, são opostas, nascem em pares, pecíolo curto (cerca de 3 mm), de coloração verde claro quando novas, passando depois para uma tonalidade mais escura, medem cerca de 6 cm de comprimento, são carnosas, cerosas, lisas e brilhantes.

FLORES: As flores são pequenas, medem cerca de 1,5 - 2,0 cm, se formam nas axilas das folhas, tem coloração esbranquiçada e a base da corola com manchas castanho-avermelado.
Imagem: André Benedito

FRUTOS: As flores depois de polinizadas geram frutos tipo bagas redondas, de coloração verde e ao amadurecer passam a ter cor laranja brilhante, persistem por longo tempo na planta, surgem no verão.

Imagem: Marcia Stefani

LUMINOSIDADE: Gosta de luz solar filtrada por folhas das árvores, não suporta luz direta do sol, principalmente nas horas mais quente do dia (das 10h00 as 17h00).   

ÁGUA: O solo deve estar sempre úmido, mas não encharcado. Regar dia sim, dia não, com maior volume na época de calor.

CLIMA: Aprecia clima quente e úmido, Tropical e Subtropical.

Nota: Não tolera temperaturas baixas (menores que 13ºC).

PODA: Não é necessária, porém poderá ser feita se desejar conter crescimento descontrolado da planta.

CULTIVO: O solo deve ser rico em matéria orgânica, bem solto, com boa drenagem e mantido úmido. Por ser uma planta com hábito epífito pode ser usado substrato próprio para esses tipos de plantas.

FERTILIZAÇÃO: As raízes da planta são bem frágeis e podem ser “queimadas”, por essa razão use regularmente o fertilizante foliar em dose menor, diluindo em água.

UTILIZAÇÃO: É uma planta que tem raízes aéreas, em seu ambiente natural é comum ver dentro de formigueiros nas árvores, mas não é uma parasita. Nas residências fica bonita em cestas e jardineiras suspensas e em jardins verticais de forma isolada ou fazendo composição com outras plantas como orquídeas e bromélias.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, por divisão da planta e por estaquia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário