Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

18 de jan. de 2019

COTONEÁSTER-DAS-PEDRAS ( Cotoneaster horizontalis )


NOME CIENTÍFICOCotoneaster horizontalis.


NOME POPULAR: cotoneáster, cotoneáster-das-pedras, cotoneáster-das-rochas.


FAMÍLIA: Rosaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: China, Nepal e Taiwan.

PORTE: Chega atingir quase 1 metro de altura e 1,5 metros de diâmetro de copa.

FOLHAS: Bastante ornamentais, são de coloração verde-escura, alternas, coriáceas, por ocasião do outono / começo do inverno adquirem uma tonalidade vermelha / alaranjada e por ser uma planta decídua / caduca, perde suas folhas durante a estação mais fria do ano.

FLORES: Na primavera até o início do verão surgem muitas flores que tem coloração rósea / esbranquiçada, com cinco pétalas, sendo grande atrativo para abelhas.

FRUTOS: Seguida das flores, surgem pequenos frutos, de coloração vermelho vivo, são bastante ornamentais, amadurecem no verão e duram até o outono, são bastante apreciados por passarinhos.

LUMINOSIDADE: Sol pleno, meia-sombra.

Nota: Em regiões de clima mais quente não deve receber luz direta do sol nas horas mais quente do dia (das 10h00 as 16h00)

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado, principalmente em sua fase inicial de crescimento, depois de estabelecida tolera solo mais seco.

CLIMA: Aprecia clima temperado.

PODA: Deve ser realizada durante o inverno, melhora o adensamento e estimula novas brotações.

Nota: Utilizar instrumento de corte bem afiado e esterilizado, fazer um corte reto para não deixar “mordidas”, aplicar fungicida que são feitos a base de cobre.

CULTIVO: Aprecia solo rico em matéria orgânica, que tenha boa drenagem e ligeiramente úmido.

FERTILIZAÇÃO: Não é muito exigente, mas se misturar composto orgânico ou esterco de gado sempre muito bem curtido na terra retirada da cova por ocasião do plantio e terá um crescimento mais vistoso.

UTILIZAÇÃO: Pode ser cultivado como planta isolada, em grupos, formando bordaduras, cercas-vivas, etc. Ficam também bonitos em vasos, jardins de pedra, taludes e como bonsai.

PROPAGAÇÃO: Pode ser feita por sementes, estaquia e alporquia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário