Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

2 de jan. de 2019

PALMEIRA-DE-PESCOÇO-MARROM - ( Dypsis lastelliana )


NOME CIENTÍFICODypsis lastelliana. 


NOME POPULAR: palmeira-de-pescoço-marrom.


SINONÍMIA: Neodypsis lastelliana.

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Madagascar.

PORTE: Geralmente de 7 a 15 metros, em condições favoráveis pode atingir alturas maiores. Sua copa tem cerca de 5,50 metros.

FOLHAS: São pinadas, sua formação é em espiral, a bainha tem coloração marrom-avermelhado.
 
Plant Leaves Dypsis lastelliana
PALMEIRA-DE-PESCOÇO-MARROM - ( Dypsis lastelliana )
FLORES: Inflorescências surge entre as folhas, bem ramificada, longa e ereta.

FRUTOS: Frutos ovoides, de coloração marrom.

TRONCO: Simples, ereto, 18-25 cm de diâmetro, um pouco dilatado na base, de coloração verde-acinzentado.

Nota: O palmito é aveludado de bainha de coloração marrom, daí o nome popular.

Caule PALMEIRA-DE-PESCOÇO-MARROM - ( Dypsis lastelliana )




LUMINOSIDADE: Sol Pleno.
ÁGUA: Manter o solo sempre úmido, mas não encharcado enquanto a planta for jovem, depois de adulta, suporta solo mais seco, devendo ser regada no caso de estiagens prolongadas.

CLIMA: Quente a temperado.

PODA: Não há necessidade, apenas o corte com finalidade estética de folhas secas.

Nota: A planta faz a limpeza de forma espontânea descartando as folhas e cachos de frutos secos.

CULTIVO: Deve ser cultivada em solo rico em matéria orgânica, por ocasião do transplante da muda, faça uma cova, de pelo menos o dobro do tamanho do torrão em profundidade e largura, misturar na terra retirada, esterco animal, sempre bem curtido ou composto orgânico.  

Mudas de palmeira de pescoço marrom
PALMEIRA-DE-PESCOÇO-MARROM - ( Dypsis lastelliana )
FERTILIZAÇÃO: Aplicar ao redor do caule nunca junto a ele, principalmente na fase de crescimento cerca de 1 a 5 colheres de sopa (conforme tamanho da planta) de NPK 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Fica maravilhosa quando cultivada de forma isolada, em fileiras ou em grupos em espaços amplos como parques e jardins.

PROPAGAÇÃO: É feita por sementes, que demoram cerca de 15 a 45 dias para germinarem.

Nota: A semente por serem duras necessita de escarificada e precisa de muito calor e umidade para germinar.

PRAGAS E DOENÇAS: Uma das pragas mais comuns é o ataque da borboleta Brassolis sophorae, que deposita cerca de 50 ovos, que quando eclodem as lagartas se alimentam de suas folhas, causando grande estrago na planta. 

PREÇO: Varia conforme tamanho da muda, em Holambra/SP estava sendo comercializada por R$ 30,60.

Venda de Mudas palmeira de pescoço marrom
PALMEIRA-DE-PESCOÇO-MARROM - ( Dypsis lastelliana )
IMAGENS: Fiz em Holambra / SP na Garden Cidade das Flores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário