Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

31 de jan de 2019

ORELHA-DE-LEÃO, LEONOTIS - ( Leonotis leonurus )

Imagem: pza.sanbi


NOME CIENTÍFICO
Leonotis leonurus.


NOME POPULAR: orelha-de-leão, wild dagga, leonotis.


FAMÍLIA: Lamiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Planta endêmica da África do Sul.

PORTE: De 2 - 3 metros de altura.

FOLHAS: De coloração verde, bordas serrilhadas, medem de 5 - 10 cm de comprimento, a página superior tem textura áspera e a página inferior tem textura aveludada.

Nota: São bastante aromáticas, quando esmagadas.

FLORES: As inflorescências em forma de um globo é composta  de muitas flores tubulares, de coloração laranja brilhante, por ser rica em néctar, recebe a visita de abelhas, borboletas, beija-flores e outros passarinhos.

Nota: Existem híbridos e uma variedade de coloração branca, descrita como Leonotis leonurus var. albiflora Benth.

FRUTOS: Depois de amadurecidas, com ação do vento, as sementes ficarão espalhadas ao redor da planta mãe, como tem uma superfície coberta por óleo, atraem formigas que carregam e fazem o serviço de dispersão.

TRONCO: O caule tem textura lenhosa na base e as hastes são mais frágeis, podendo ser quebradas por ventos fortes.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo sempre úmido, mas não encharcado durante o verão, no inverno tolera ele mais seco.

CLIMA: Subtropical.

PODA: No final do inverno, as plantas devem ser podadas, para estimular o crescimento.

Nota: Depois de um tempo planta vai perdendo o vigor inicial, as touceiras poderão ser retiradas do solo, divididas, com aproveitamento das mais viçosas e fazendo o replante imediato.

CULTIVO: De fácil cultivo, aprecia solos argilosos, ricos em matéria orgânica, com boa quantidade de adubo e que tenham boa drenagem.

FERTILIZAÇÃO: Na preparação do local de cultivo, misturar na terra, esterco animal sempre muito bem curtido ou composto orgânico.

Nota: Sempre no final do inverno repetir a operação, incorporando ao solo com cuidado para não danificar as raízes, regar de forma generosa para que a água possa atingir as raízes mais profundas.

UTILIZAÇÃO: Fica muito bonita junto a muros, formando cercas vivas e fazendo composição com plantas menores.

Nota: Por florescer durante muitos meses do ano e atrair pássaros é uma das plantas favoritas nos jardins sul-africanos.

PROPAGAÇÃO: Semente, estaquia e divisão da planta.

Nota: As sementes geralmente germinam entre duas a três semanas.

PLANTA MEDICINAL: Têm propriedades medicinais, todas as partes da planta são utilizadas para tratamento de várias doenças.

Nota: A utilização deve ser feita sempre na preparação e dosagem correta, para não ter um resultado inverso do esperado.

PRAGAS E DOENÇAS: A borboleta bush bronze (Cacyreus lingeus), usa esta planta para botar seus ovos e suas larvas se alimentarem dela.

FOTOS DESTA POSTAGEM:

Nenhum comentário:

Postar um comentário