Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

5 de jan de 2019

CAMEDÓREA-BAMBU - ( Chamaedorea seifrizii. )



NOME CIENTÍFICOChamaedorea seifrizii.


NOME POPULARcamedórea-bambu, palmeira-bambu, bamboo-palm




SINONÍMIAMeiota campechana.

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: México, Guatemala, Belize.

PORTE: Chega atingir de 1-2 metros de altura,

FOLHAS: São pinadas e os folíolos são estreitos e lanceolados.

FLORES: Desponta abaixo das folhas, ramificada e de coloração alaranjada na planta feminina.

FRUTOS: Globosos de coloração preta.

TRONCO: Formam touceiras parecidas com o bambu, com 1,5cm de diâmetro

LUMINOSIDADE: Meia-sombra.

ÁGUA: Aprecia solo úmido mas não encharcado, principalmente quando a planta ainda for bem jovem não descuidar das regas.

CLIMA: Aprecia clima quente.

PODA: Não é necessária, apenas com finalidade estética, folhas e cachos murchos podem ser retirados.

CULTIVO: Por ocasião do plantio da muda no lugar definitivo abra uma cova de no mínimo 40 X 40 X 40 e misture na terra retirada esterco animal sempre muito bem curtido ou composto orgânico.

FERTILIZAÇÃO: Aplique nos primeiros anos NPK 10-10-10, de 1 a 5 colheres de sopa (conforme tamanho da planta) ao redor do caule, nunca junto a ele, após esse período passe para NPK 04-14-08.

UTILIZAÇÃO: Fica bonita cultivada de forma isolada ou em grupos, em canteiros ou também em vasos, nesse caso quando as raízes ocuparem todo o espaço e a planta começar a perder o vigor inicial deve ser passada para vaso maior.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, que germinam em até 2 meses.

PRAGAS E DOENÇASUma das pragas mais comuns é o ataque da borboleta Brassolis sophorae, que deposita cerca de 50 ovos, que quando eclodem as lagartas se alimentam de suas folhas, causando grande estrago na planta. 

FOTOS DESTA POSTAGEM: Serão postadas e, breve tenho ela na nossa chácara.


Nenhum comentário:

Postar um comentário