Atenção leitores

Não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.
COMENTÁRIOS - Peço desculpa. Infelizmente não estou conseguindo responder os comentários no tempo devido, na medida do possível vou fazendo
Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

FEEDBACK - Agradeço o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que tenho escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

22 de jan. de 2019

FLOR-MORCEGO, PLANTA-MORCEGO - ( Tacca chantrieri )

Imagem: Stephanie Lichlyter

Herbácea hermafrodita

NOME CIENTÍFICOTacca chantrieri.


Nota: Existe variedades com coloração de flores diversas.

NOME POPULAR: flor-morcego, planta-morcego, bigodes-de-gato, flor-negra, flor-do-batman, orquídea-morcego.


Nota: Apesar de ser conhecida por orquídea-morcego, não é uma orquídea.

FAMÍLIA: Dioscoreaceae.

Nota: Antes estava na família Taccaceae, no sistema APGII (2003), o gênero Tacca é incorporado na Dioscoreaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: China, Índia, Malásia e muitos outros países da Ásia.

PORTE: Em condições favoráveis pode atingir 1 metro de altura.

FOLHAS: São longas, lanceoladas, arqueadas, com coloração verde-claro-brilhante, medindo cerca de 45 cm de comprimento, nervuras bem definidas, sustentadas por longos pecíolos que surgem de forma aglomerada a partir da base.

FLORES: A inflorescência pode medir até 30 centímetros de diâmetro, composta por duas grandes brácteas (folhas modificadas) laterais, no centro estão as pequenas flores, junto com os filamentos que medem até 30 cm, a coloração é um roxo quase negro, floresce na primavera / verão, não tem aroma.

Nota: O formato da inflorescência se parece com um morcego de asas abertas e os longos filamentos lembra “bigode de gato” daí o porquê de seus nomes populares.

FRUTOS: Após as flores surgem os frutos que são cápsulas papiráceas (parecidas com folhas de papel), onde estão as sementes, que levam cerca de um ano para amadurecer.

TRONCO: Acaule.

LUMINOSIDADE: Em áreas externas deve ser cultivada em locais na sombra, mais com bastante luz ou recendo luz solar filtrada por árvores. Em ambientes internos em local com bastante claridade, mas sem receber luz solar.

ÁGUA: Gosta de substrato mantido úmido, mas jamais encharcado.

Nota: Em ambientes interno, para suprir a falta de umidade do ar as folhas devem ser borrifadas com água que não tenha cloro.

CLIMA: Só aceita clima quente e úmido, que não deve sofrer variações.

Nota: Deve ser protegida da ação de qualquer tipo de vento e mudanças bruscas de temperatura, não colocar em ambiente que tenha ar condicionado.

PODA: Não necessária, apenas a retirada de folhas seca.

Nota: As inflorescências secas terão frutos com sementes.

CULTIVO: Para ter sucesso no cultivo, leia com atenção os tópicos de luminosidade, água, clima. O substrato deve ser bem leve, semelhante ao utilizado para orquídeas.

FERTILIZAÇÃO: A cada 6 meses aplique NPK 04-14-08, de preferência o líquido, utilizando 50% da dosagem indicada  pelo fabricante.

Nota: Uma boa alternativa é aplicação de Bokashi, um composto orgânico concentrado (pode ser inclusive preparado em casa, tem como fazer em alguns sites)

UTILIZAÇÃO: Fica maravilhosa cultivada de forma isolada em vasos ou em grupos em jardineiras e canteiros.

PROPAGAÇÃO: Por sementes (método mais difícil) e divisão de touceiras (pode ser feita a cada 2 anos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário